O aluguel de veículos por assinatura é uma prática crescente no mundo todo nos últimos anos. Essa tendência está alinhada com os novos comportamentos dos consumidores, que já não veem a propriedade como única finalidade.

Segundo um estudo da Frost & Sullivan, o mercado global de locação de veículos por assinatura deve crescer ainda mais a partir de 2020, especialmente porque as preocupações com o meio ambiente vão seguir desacelerando a venda de automóveis. 

Neste artigo, você vai ter um panorama profundo dessa prática e também ver dicas de como aproveitá-la na sua locadora de veículos. Continue lendo para entender!

Aluguel de veículos por assinatura: por dentro da prática

Entre 2018 e 2019, segundo a consultoria Frost & Sullivan, cresceu consideravelmente o número de empresas que preferem alugar a frota como um serviço de mobilidade sem complicações, obtendo mobilidade sob demanda e instalações de pós-serviço. Elas fazem isso pagando uma assinatura mensal, que lhes dá direito a um determinado número de carros dentro de especificações acordadas em contrato.

Da mesma forma, um número crescente de consumidores comuns também têm buscado pagar uma assinatura para ter automóveis à disposição. Com o fenômeno da uberização, muitos motoristas recorrem à assinatura para trabalhar, especialmente nos grandes centros.

Um caso bastante comentado foi o da gigante Hertz, que lançou uma plataforma de assinatura chamada “Hertz My Car” nos Estados Unidos em 2019. O serviço inclui manutenção completa, assistência na estrada, danos ao veículo e seguro de responsabilidade limitada. Pagando mensalmente 999 dólares, os clientes têm direito a sedãs, SUVs e até caminhões, e podem trocar de veículo duas vezes por mês —  ou mais vezes desembolsando uma taxa adicional.

Na prática do aluguel de veículos por assinatura, em vez de fazer o processo de locação toda vez que precisa de um veículo, os clientes firmam um pacote de locação no qual pagam uma mensalidade. Neste pacote estão determinados fatores como: tipo de veículo, quantidade de dias/meses de utilização, níveis de serviços fornecidos etc. Assim, contam com um serviço recorrente que lhes atenda as necessidades, o que também pode significar redução de custos e ganho de tempo.

Aluguel de veículos por assinatura: como aproveitar essa tendência 

Confira, a seguir, como sua locadora pode aproveitar a tendência do aluguel de veículos por assinatura.

Veja se essa prática já faz sentido para seu público-alvo

Para início de tudo, é importante fazer um levantamento junto ao público-alvo; mapear o quanto a prática do aluguel de veículos por assinatura já faz sentido para seus clientes e prospects. 

Por mais tendência que seja, muita gente pode não estar ambientada com essa nova prática. Uma dica é começar por uma pesquisa com seus clientes ativos, o que pode ser feito rapidamente via internet. 

Faça benchmarking

Aqui nós citamos o caso da Hertz, que já está atuando com sucesso no aluguel de veículos por assinatura. Busque entender de que maneira essa e outras empresas têm trabalhado com esse tipo de serviço.

O benchmarking é justamente isso: aprender observando o que já deu certo. No entanto, busque distanciar-se da cópia. Pegue a experiência de outros empreendimentos e adapte para a realidade da sua locadora; sempre considerando seu público-alvo como horizonte. 

Eduque o público-alvo

Decidido a maneira como você vai trabalhar o aluguel por assinatura, o próximo passo é investir em campanhas de marketing para posicionar sua empresa como fornecedora do serviço. 

Você vai perceber que o público vai precisar ser “educado”. Em outras palavras, sua locadora vai precisar explicar com bastante detalhes as vantagens da prática e como ela funciona.

Invista no digital

O aluguel de veículos por assinatura está muito ligado à tecnologia digital. Portanto, será necessário investir em uma plataforma na qual seus clientes podem realizar a assinatura e automatizar processos como escolha do veículo, do tipo de serviço, da forma de pagamento etc. 

Invista no digital de forma que ele forneça a melhor experiência: facilidade de uso, cadastro simples e objetivo, contrato online etc. 

Fortaleça a gestão

Com um novo serviço sendo oferecido, vai ser preciso realizar ajustes nos mecanismos de gestão da sua locadora. 

Esse esforço perpassa a integração de processos, com automatização e sequências lógicas de atividade; também abrange a criação de experiências satisfatórias aos clientes e, sobretudo, controle rígido de finanças, contabilidade e fiscal.

 

Leia também: