A estratégia de inteligência de negócios é um roteiro que permite ao corpo diretivo medir o desempenho da organização, buscar vantagens competitivas e realmente “ouvir seus clientes” usando análise de dados e estatísticas.

Nos últimos anos, esse conceito tem ganhado cada vez mais espaço nas empresas. Isso porque a concorrência está mais acirrada e, principalmente, os consumidores estão mais exigentes. Também porque a tecnologia tem mais livre acesso, está mais barata e mais fácil de implementar. 

Neste artigo, vamos dar dicas de como implementar uma estratégia de inteligência de negócios na sua locadora. Acompanhe!

Passo a passo para criar uma estratégia de inteligência de negócios na sua locadora

O mercado das locadoras de máquinas e equipamentos está em franca ascensão no Brasil. De acordo com a Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção (Sobratema), 30% das máquinas vendidas no país são destinadas ao mercado de locação.

Logo, trata-se de um segmento bastante disputado e, por conseguinte, requer estratégias de diferenciação e uma gestão cada vez mais inteligentes.

Confira, a seguir, o que você pode fazer para que a gestão da sua locadora seja ainda mais inteligente e eficaz. 

Fortaleça visão e objetivos

Tudo começa pela revisão do planejamento estratégico do negócio. Essa é uma boa oportunidade para rever a visão e os objetivos da empresa, focando na maturidade do empreendimento.

Vá além dos tópicos operacionais, pensando em médio e longo prazo: como estará nossa locadora daqui a cinco anos? O que precisamos fazer para nos diferenciar da concorrência? Nós sabemos exatamente quem são e como atuam nossos concorrentes? 

Defina indicadores de desempenho

Não existe inteligência de negócios sem indicadores chave de desempenho bem definidos. 

Eles são valores mensuráveis demonstram a eficácia com que a locadora está alcançando os principais objetivos de negócios. Devem ser específicos, atingíveis, relevantes e de fácil medição. 

Invista em tecnologia

A inteligência de negócios também é sinônimo de tecnologia. É preciso implementar ferramentas que ajudem a capturar, armazenar e processar dados para tornar as decisões mais amparadas em informações reais.

Soluções como ERP, CRM, BI e plataformas de processamento in-memory (como o SAP HANA) são altamente indicadas. Elas ajudam a automatizar processos, visualizar e analisar dados; e contribuem para a melhoria contínua da gestão. 

→ Leia também: Por que as Locadoras precisam de um sistema ERP?

Torne a gestão mais orientada a dados

Por fim, é importante trabalhar continuamente para que a gestão da sua locadora seja cada vez mais orientada a dados. Isso significa que tudo o que é decidido tem nos dados o apoio, orientando decisões baseadas em históricos e projeções futuras.

Uma locadora orientada por dados é aquela na qual os gestores conseguem puxar relatórios, analisá-los rapidamente e decidir táticas eficientes. Também é aquela que consegue fornece ferramentas e métodos para que seus líderes tenham uma atuação mais prospectiva.

→ Leia também: 4 erros comuns na gestão de locadoras: como evitar prejuízos!

Como você viu, a inteligência de negócios requer uma visão mais arrojada da gestão nas locadoras. Escolher entre a miríade de ferramentas tecnológicas disponíveis e implementar métodos mais inovadores de administração pode potencializar resultados.

Como está a inteligência de negócios da sua locadora?