Entender como o Big Data ajuda a transformar o setor de locação de veículos sob demanda não é um processo complexo. Tudo o que se precisa fazer é considerar os cinco elementos definidores do Big Data: volume, velocidade, variedade, veracidade e valor. 

Um aumento e melhoria nesses cinco departamentos é um impulso suficiente para mudar a forma do negócio. E isso, logicamente requer integração tecnológica e também melhorias na capacidade analítica dos gestores.

Confira, a seguir, quais são os impactos do Big Data neste mercado!

O conceito de Big Data

Quando falamos em Big Data, não estamos falando apenas de volumes massivos de dados, mas também em velocidade, variedade, veracidade e valor — aspectos importantes do processamento de informações internas e externas, que permeiam os negócios. 

Por definição, o termo Big Data diz respeito a “ativos de informações de alto volume, alta velocidade e / ou alta variedade que exigem formas inovadoras e econômicas de processamento de informações que permitem uma visão aprimorada, tomada de decisões e automação de processos”, conforme aponta a Gartner.

→ Leia também: Como incrementar a lucratividade na sua locadora de automóveis!

Impactos do Big Data no mercado de aluguel de veículos

Aproveitamento de grandes volumes de dados

Um grande volume de dados é uma indicação para estimar o alcance e a penetração dos negócios. Por exemplo, um estudo abrangente dos dados demográficos e do envolvimento de uma campanha de marketing e vendas gerará informações valiosas. 

Os insights produzidos a partir disso, podem produzir meios acionáveis ​​para os gestores planejarem ações de expansão de mercado, bem como servir a equipe de marketing e comunicação.

O serviço de aluguel de veículos deve crescer muito nos próximos anos, mas somente as locadoras mais preparadas para uma gestão orientada por dados devem aproveitar esse crescimento. 

Isso porque, este é um tipo de serviço que depende da confiança e confiabilidade do público-alvo. Por exemplo, os comentários nas plataformas de mídia social são uma mina de ouro, para avaliar a confiança e confiabilidade dos clientes e potenciais clientes, e eles podem ser melhor organizados, processados e analisados a partir de métodos de Big Data.

Transformação empresarial com velocidade

Big data também tem a ver com o uso rápido e eficiente dos dados em favor do negócio. Isso, no mercado de aluguel de automóveis, pode significar agilizar os processos por meio de soluções digitais. 

Ao mesmo tempo, também pode significar que os gestores podem amparar suas decisões a partir da observação de relatórios que podem ser facilmente extraídos dos sistemas internos. Ou, ainda, que fontes externas de dados podem ser consultadas na hora de planejar ações, vender, comprar etc. 

Aproveitamento da variedade de informações

A variedade, claro, é outro fator determinante no desenvolvimento dos negócios. 

Pensemos no seguinte: os serviços de aluguel de veículos lidam diretamente com as pessoas. Logo, desenvolver insights com base em formatos limitados de dados pode ser incômodo, uma vez que os clientes querem respostas e ações rápidas. 

Ao incorporar métodos de análises de dados, as locadoras de veículos dispõe fazem melhor uso de seus sistemas de gestão e de aplicativos variados, que podem ser usados, por exemplo, no e-commerce. 

Big Data não é sobre gastar milhões em tecnologia

Por fim, é fundamental que os gestores de empresas de aluguel de veículos tenham em mente que o Big Data não é sinônimo de fazer investimentos milionários em plataformas tecnológicas. 

Pelo contrário, trata-se de fazer o uso inteligente de um bom ERP e de outros sistemas e, a partir deles, extrair valor dos dados gerenciais, de clientes, de fornecedores, de redes sociais etc. 

É  mais sobre uma mentalidade onde volume, velocidade, variedade, veracidade e valor são aproveitados para decisões inteligentes em um mercado repleto de oportunidades mas também cheio de desafios!

→ Leia também: Análise de dados: como o LOC1 pode potencializá-la em sua locadora!