RentalCast entrevista a Valmir Neves, head de Vendas e Canais da LOC1.

Em outubro, aconteceu o Fórum Rent! de Contabilidade, voltado para debater os desafios e as oportunidades contábeis do mercado de locação no Brasil. O evento foi patrocinado pela LOC1, que fornece soluções tecnológicas tanto para negócios de aluguel de veículos quanto máquinas e equipamentos.

Durante os preparativos do Fórum Rent, várias conversas foram conduzidas por Paulo Henrique da Audit Consultoria no RentalCast, um podcast dedicado aos temas do setor. E um dos entrevistados foi Valmir Neves, head de Vendas e Canais da LOC1.

Neste artigo, além de ter o link para ouvir o bate-papo diretamente no Spotify, você vai ver uma descrição dos melhores momentos do episódio.

Nele, os executivos falam sobre como as locadoras podem se tornar mais inteligentes ao centralizar todos os seus controles operacionais e estratégicos em uma única ferramenta tecnológica.

Acompanhe!

Paulo Henrique Qual é o papel da tecnologia na contabilidade das locadoras?

Valmir Neves — As soluções tecnológicas devem ser vistas como suporte aos processos e às pessoas; isso também quando a gente fala de rotinas fiscais, contábeis e tributárias. Veja, quando pensamos na entrada de um novo contrato de locação, com suas variadas regras comerciais, é preciso tratar e documentar em um software de gestão (ERP): o que vendemos, a forma como vamos cobrar e faturar, o que vamos receber, onde esse lançamento entrará nas obrigações acessórias fiscais ou contábeis, qual tipo de imposto… Isso tudo está acontecendo por meio da tecnologia. É certo que até o momento, nós só falamos de registro, mas aí é que vem a cereja do bolo: todas as transações (contrato, aditivos, manutenções etc.) vão gerar relatórios fundamentais para a Controladoria. Enfim, sem a tecnologia não seria possível ter esse nível de integridade de informações.

“Só tem uma forma de ter informações confiáveis para a Controladoria: ter os processos de locação, venda, contratos, faturamento, serviços, manutenção, com alto nível de integridade com as operações de backoffice (financeiro, fiscal e contábil)”.

PHComo o sistema LOC1 consegue integrar essas informações da locadora para favorecer a gestão contábil?

VN — Muito se fala hoje em múltiplos canais de informação, portanto, o que precisamos é de um centralizador de dados que sirva para registrar e distribuir as informações a quem interessa. Vamos a um exemplo? Eu alugo sete equipamentos pesados por quatro meses com algumas regras de variação; por exemplo, franquia de horas… Podemos conduzir isso de várias maneiras: usando um software focado apenas nos processos primários, ou mesmo uma planilha, e depois usando uma outra ferramenta que administra o financeiro e, por último, enviando para a Contabilidade que trabalha com outro sistema… Quando tratamos de um grande volume de transações e de milhões de reais, por mais que pareça simples, o prejuízo é certo! Seja pelos erros, seja pelo excesso de trabalho na conferência e, principalmente, pela falta de informações para tomada de decisão. Portanto, eu defendo que só tem uma forma de ter informações confiáveis para a Controladoria: ter os processos de locação, venda, contratos, faturamento, serviços, manutenção, com alto nível de integridade com as operações de backoffice (financeiro, fiscal e contábil). Tem que estar tudo íntegro, interligado em cima de um legítimo ERP. E é isso que o LOC1 oferece! 

“Captar qual experiência o cliente tem com a locadora, ouvir com atenção o que ele diz, entender suas necessidades e agir a partir dessa visão… tudo isso torna os negócios de locação inteligentes”.

PH — Na LOC1, vocês defendem o conceito de Empresa Inteligente, que é também lema da SAP. Como ele se aplica às locadoras?

VN — A empresa inteligente é aquela que se apropria da tecnologia e das inovações para transformar-se digitalmente; e — por que não dizer? — para manter-se operante no mercado. Captar qual experiência o cliente tem com a locadora, ouvir com atenção o que ele diz, entender suas necessidades e agir a partir dessa visão… tudo isso torna os negócios de locação inteligentes. Fazer tudo isso e ter a possibilidade de analisar os dados e tomar boas decisões, intensifica essa inteligência. Agora, nada disso faz sentido se as empresas não podem rever seus processos e sua operação em favor de melhores resultados. Isso é ser uma locadora inteligente!

→ Leia também: 

PH — Para finalizar, como a LOC1 consegue atuar em todos os momentos das locadoras de uma forma integrada?

VN — O LOC1 digitaliza os processos nas Locadoras. Então nós estamos falando de uma pessoa na ponta acessando o mesmo sistema que o analista de controladoria acessa. O LOC1 democratiza e amplia a digitalização dentro das empresas. O ponto principal é esse: chegar em mais pessoas, em mais processos com uma mesma plataforma; registar uma regra de contrato que vai influenciar o financeiro, a contabilidade e os controles fiscais. 

→ Ouça a entrevista completa no episódio 12 do RentalCast:

 → Quer melhorar a inteligência de negócios da sua locadora? Conheça agora o LOC1: Veículos & MobilidadeMáquinas & Equipamentos.