O mercado de locação de veículos tem muito o que esperar de 2021. Apesar dos desafios deste ano, no Brasil e no mundo, há uma boa perspectiva nesta área. 

É o que nós vemos lhe mostrar ao longo deste artigo.

Continue lendo para entender por que as locadoras devem se animar neste ano!

Há perspectivas globais de crescimento do mercado de locação de veículos em 2021

De acordo com um estudo global da consultoria Industry Research, o mercado global de aluguel de carros deve crescer a uma taxa anual de 17% até 2024. A estimativa é de que ele movimente uma receita de mais de 103,75 bilhões de dólares no período.

Entre as diversas razões para se esperar um volume de negócios gigantesco nas locadoras é a retomada do turismo. 

A Industry Research estima que haverá um boom de viagens à medida em que os países avançarem com a vacinação de suas populações neste ano. E isso vai gerar muita demanda para as locadoras. 

“Tendências emergentes, que têm um impacto direto na dinâmica da indústria, incluem experiência do usuário aprimorada por meio da digitalização, introdução de veículos verdes na frota de automóveis, tecnologias aprimoradas no serviço de aluguel de automóveis e conceito de auto-direção em vez de contratação de motorista”, complementa um relatório da consultoria Lucintel.

A demanda reprimida vai favorecer as empresas de locação de veículos em 2021

É importante recordar que o fantasma da pandemia ainda deve rondar o Brasil e o mundo ao longo de 2021. No entanto, as atividades vão praticamente se normalizar neste ano, fazendo com que muita gente precise se locomover para o trabalho, por exemplo.

Com o receio do contágio, haverá ainda uma grande quantidade de pessoas que vão evitar o transporte público. Dessa forma, a procura por motoristas de aplicativos (Uber, entre outros) será grande.  E esses profissionais estão entre os maiores clientes das locadoras de veículos.

Ao mesmo tempo, as empresas vão preferir alugar automóveis para que seus profissionais circulem pela cidade ou façam viagens próximas. 

Portanto, uma demanda que ficou bastante reprimida em 2020, deverá alavancar os resultados das locadoras que estiverem preparadas para atendê-la.

A frota própria das empresas tenderá a desaparecer a partir de 2021

Entre as mudanças mais profundas que a pandemia causou, a substituição das frotas é uma das que mais impactam o mercado de locação de veículos.

Empresas de todos os portes entenderam que veículos são ativos que causam prejuízos quando parados. Os especialistas esperam que as organizações adotem de vez a locação de suas frotas, especialmente fechando contratos flexíveis e focados no uso estritamente necessário. 

Durante o Fórum das Locadoras 2020, esse tema foi debatido.

“Algumas empresas estão partindo para um cenário mais econômico; deixando de gerir frotas para gerir contratos”, disse Marcos Ramos, especialista em gestão de frotas. “Até pouco tempo, tínhamos a aquisição da frota, todo um processo que gerava custo e não agregava valor. Hoje, deixa para quem faz bem feito, e vamos gerenciar de verdade a frota”.

→ Saiba mais: O que querem os clientes corporativos?

Sua locadora de veículos está preparada para aproveitar as oportunidades em 2021? Baixe agora um eBook onde mostramos como você pode criar sua locadora digital!