A gestão de locadoras de máquinas e equipamentos tem suas particularidades. Trata-se de um mercado em franca ascensão — hoje 30% das máquinas comercializadas no Brasil são destinadas à locação, segundo a Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção (Sobratema).

Todo mercado em crescimento tem seus desafios, especialmente no que diz respeito à competitividade; com perspectivas de avanço, a concorrência se torna ainda mais acirrada.

Outro ponto importante: a experiência do cliente, mesmo em negócios B2B como é o caso das locadoras, assumiu uma importância gigante nos últimos anos. Não basta os esforços tradicionais de relacionamento já não são suficientes, é preciso prover meios modernos de comunicação, entregar serviços cada vez mais personalizados, entre outras coisas.

Diante de tudo isso, o que fazer para que a gestão da sua locadora seja ainda mais inteligente? Nove em cada dez especialistas apontam para a orientação a dados, ou seja, uma governança amparada em dados próprios e captados de fontes externas.

Continue lendo para entender!

Os dados e a inteligência de negócios na gestão de locadora

Vamos pegar um exemplo bem prático da operação de locadoras de máquinas e equipamentos. Os profissionais e os gestores envolvidos precisam constantemente saber quais bens estão alocados, em reserva, em manutenção etc.  Da mesma forma, devem definir e acompanhar indicadores de desempenho para ter certeza de que tudo está saindo conforme o planejado.

Para fazer isso de maneira sistematizada, com fluxos de trabalho bem definidos e sequências lógicas que garantam a boa produtividade, é fundamental contar com ferramentas tecnológicas. 

Um ERP para gestão de locadoras é uma das plataformas mais indicadas. Isso porque ele ajuda a estabelecer e manter a integridade operacional e também é um hub centralizador de dados (históricos, projeções etc.) fundamentais para a tomada de decisões.

Ao implementar ferramentas tecnológicas e criar uma gestão orientada a dados, os gestores de locadora conseguem melhorar a performance de seus negócios. Fazem isso por meio da análise do caminho já percorrido (históricos), o que está sendo feito (a atualidade) por meio do monitoramento da operação e com projeções (futuro). 

A visualização de dados como diferencial na gestão de locadora

Agora, de nada adianta dispor de recursos tecnológicos e conseguir captar, armazenar e processar dados se não é possível visualizá-los de uma maneira amigável. 

A ordenação das informações de maneira visual facilita muito a análise dos gestores, que estão envolvidos com o cotidiano do negócio e não têm muito tempo decodificar informações desencontradas.

Logo, elevar a gestão da locadora a um nível superior é também contar com dashboards onde as respostas estão ordenadas de maneira gráfica.

Gestão de locadora. Dashboard de gestão

A boa notícia é soluções para isso já estão disponíveis aos gestores de locadoras no Brasil. Um exemplo de plataforma de ERP que fornece visualização de dados é o LOC1. Nele, o gestor de locadora tem total visibilidade de toda sua empresa e controle completo sobre todos os aspectos das operações. 

→ Leia também: Conheça os diferenciais do ERP LOC1!

E você, o que tem feito para elevar a gestão de sua locadora a um nível ainda mais inteligente e eficaz? Gostou desse texto? Deixe seu comentário!