A gestão de processos de locação é o conjunto de tarefas vinculadas que terminam na entrega do serviço ao cliente. Também pode ser definida como o agrupamento sistematizado das atividades e tarefas que, uma vez concluído, atingirá as metas pré-definidas pela direção da locadora.

Ela é fundamental, pois determina o sucesso do negócio de locação. Também determina um fluxo de ações coordenadas da operação. E mais: tem o poder de minimizar gastos, oferecer um melhor controle dos fluxos de trabalho, identificar deficiências operacionais e fornecer informações para tomar melhores decisões de negócios.

Neste artigo, você vai ver por que é importante ter uma boa gestão de processos de locação e quais são os maiores desafios.

Acompanhe!  

O mercado de locação tem muitas oportunidades, apesar da crise

Um estudo global da Research and Markets aponta que até 2025, locadoras de veículos devem movimentar 120 bilhões de dólares. E isso apesar da crise de proporções gigantescas desencadeada pela pandemia do coronavírus (Covid-19) ao redor do mundo.

Especialistas apontam que a locação deve ganhar mais fôlego no “novo normal”, pois as pessoas vão preferir meios de locomoção individuais que o transporte público. 

Também as retrações das economias vão favorecer o aluguel em detrimento da compra de carros. Um exemplo? As empresas, com menos caixa para grandes investimentos, devem optar por alugar suas frotas. Conforme Paulo Henrique, da Audit LocOne, essa tendência já será sentida no segundo semestre de 2020 no Brasil. 

Diante disso, o melhor a se fazer no momento é trabalhar a gestão de processos de locação. Ou seja, tornar os processos mais integrados e automatizados, preparando caminho para a retomada. Afinal, ao mesmo tempo que ela será repleta de oportunidades também vai apresentar alta concorrência.

→ Leia também: Pós pandemia, como driblar a crise nas locadoras de veículos?

Os principais desafios que requerem uma boa gestão de processos de locação

Para ir além do conceitual, veja, a seguir, os desafios mais flagrantes que requerem uma boa gestão de processos de locação:

  • dificuldades para localização dos veículos (conforme a frota aumenta);
  • excesso de trabalho manual na operação da locadora;
  • complexidades no faturamento;
  • falta de registros de movimentação de ativos;
  • dificuldades para calcular e apresentar resultados (na hora de buscar um financiamento, por exemplo);
  • pressão por decisões mais ágeis e eficientes;
  • problemas relacionados à manutenção dos veículos;
  • falta de uma estratégia bem desenhada de compras;
  • falta de um controle rígidos de multas recebidas e pagas;
  • excesso de sistemas e planilhas utilizadas pelo time administrativo;
  • falta de definição ou controle de indicadores de desempenho.

A raíz de todos esses problemas costuma ser a falta de uma boa gestão de processos de locação. Ela até pode existir no papel, mas ao não conseguir executá-la por falta de integração tecnológica, por exemplo, acaba sendo consumida pela correria do dia a dia.

Você reconhece alguns desses problemas? Quer entender o tema da gestão de processos de locação com ainda mais profundidade? Baixe agora o e-book É HORA DA LOCADORA DE VEÍCULOS OLHAR SEUS PROCESSOS!